Artigos GP3

Estilos de Liderança em Gerenciamento de Projetos

Uma das principais causas do sucesso dos projetos é a existência de uma liderança efetiva, portanto, se um determinado profissional vai ser alocado como responsável, seja por um mega projeto com centenas ou milhares de pessoas na equipe, seja por um pequeno projeto com curta duração e poucas pessoas envolvidas, ou qualquer coisa entre um e outro, esse profissional deverá ser um líder.

Porém, enquanto o papel de gerente de projeto pode ser delegado, ou seja, pode ser dado a um profissional da organização pela alta administração, a capacidade de liderança deve ser desenvolvida através da prática, e conquistada diante da equipe. As características de um líder de sucesso são apresentadas em outro artigo apresentado nesta página.

Diferentes estilos de liderança são citados com freqüência em trabalhos sobre o assunto:

  1. Líder autocrático: estilo mais antigo no qual o líder toma as decisões isoladamente cabendo aos demais membros da equipe acatar.
  2. Líder democrático: neste estilo, a equipe participa ativamente das decisões, o que não significa, porém, que a importância do gerente de projeto como líder seja reduzida. Ao contrário, nessa situação é que ele poderá demonstrar as várias habilidades relacionadas à liderança.
  3. Líder liberal: maior parte das decisões é tomada pelos membros da equipe, que gozam de ampla liberdade de definir as soluções e caminhos a serem adotados.
  4. Líder servidor: o gerente do projeto faz o papel de mentor para os membros da equipe, fornecendo as ferramentas e os recursos necessários para a realização das metas estabelecidas.

Há, também, dois estilos que podem ser considerados “negativos” e devem ser evitados:

  1. Líder tirano: há excesso de poder, normalmente acompanhado de abuso de autoridade. A hierarquia, as regras e as leis são utilizadas como forma de imposição das decisões tomadas pelo líder.
  2. Líder demagógico: o líder procura obter a aprovação e popularidade frente aos membros da equipe, lançando mão do poder a ele delegado para favores e benefícios para aquelas pessoas que o bajulam e tratamento distante para os outros. Não há igualdade na distribuição de responsabilidades e recompensas.

Para se tornar um líder bem sucedido o gerente de projeto deverá saber como atuar de acordo com o contexto que se apresentar diante de si. Ele deverá ser capaz de avaliar corretamente as competências e estilo de trabalho dos membros de sua equipe, identificar e lidar com suas necessidades e interesses, e lidar com os conflitos que eventualmente poderão surgir dentro da equipe, ou entre membro da equipe e outros envolvidos com o projeto.

mao_gp3 GP3 – O Software Brasileiro de Gerenciamento de Projetos

Conheça os Pacotes do Software de Gestão de Projetos GP3

Referências:

  • CHIAVENATO, I. Gerenciando com as Pessoas: Transformando o Executivo em um Excelente Gestor de Pessoas. Rio de Janeiro: Elsevier, Editora Campus, 2005.
  • HUNTER, C. J. Como se Tornar um Líder Servidor. Rio de Janeiro: Sextante, 2006, 1ª Edição.
  • HUNTER, C. J. O Monge e o Executivo. Rio de Janeiro: Sextante, 2004, 1ª Edição.
  • KENDRICK, T. The Project Management Tool Kit – 100 Tips and Techniques for Getting the Job Done Right. AMACON, New York, 2004.
  • KERZNER, H. Project Management: A Systems Approach to Planning, Scheduling, and Controlling. New Jersey: John Wiley & Sons, 2006, 9th Edition.
Faça agora sua assinatura do pacote GRÁTIS com seu
© 2020 GP3.com.br todos os direitos reservados